Noruega tem prisão de segurança mínima em ilha

Detentos de Bastoey tem quartos com computadores e podem frequentar a praia local.

BBC Brasil, BBC

20 Maio 2012 | 18h21

A prisão de segurança mínima na ilha de Bastoey, na Noruega, tem uma estatística de reincidência no crime de somente 16%, a menor da Europa.

Na ilha, os prisioneiros - alguns condenados por crimes graves - tem facilidades como quartos particulares com televisores e computadores. Eles fazem aulas, pescam e plantam e podem frequentar a praia no verão.

A prisão também tem guardas que não carregam armas e permite que os detendos entreme saiam de seus quartos quando querem.

Mesmo assim, as tentativas de escapar da ilha - que são punidas com o retorno a uma prisão normal - quase não existem.

Os detentos dizem gostar da sensação de estarem livres, mas insistem que não pretendem voltar para a cadeia - mesmo que seja a de Bastoey - tão cedo. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.