Nos EUA, 9 são indiciados por morte de garota perseguida

Nos EUA, 9 são indiciados por morte de garota perseguida

Garota que se matou aos 15 anos era ameaçada na escola e na internet; para pais, colégio não agiu corretamente

Afp, O Estadao de S.Paulo

31 de março de 2010 | 00h00

BOSTON

Nove adolescentes foram indiciados na pequena cidade de South Hadley, em Massachusetts, nos Estados Unidos, pelo suicídio de uma colega de 15 anos que supostamente foi perseguida na escola e na internet. O caso traz novamente à tona o debate sobre o bullying, prática de agressões e humilhações constantes.

A pena dos adolescentes inclui crime de violação dos direitos civis de Phoebe Prince, que se matou em fevereiro deste ano, dentro de sua casa.

Segundo a imprensa local, Phoebe saiu da Irlanda e se mudou para South Hadley, onde se tornou vítima de uma campanha de molestamento por parte de colegas da escola, tanto meninos quanto meninas.

Segundo depoimentos publicados na imprensa local, as hostilidades começaram com colegas de classe que tinham inveja do namorado da garota, um jogador de futebol americano de 18 anos.

A jovem teria sofrido agressões verbais e ameaça de violência física, além de receber constantemente mensagens com xingamentos em seu perfil na rede social Facebook. Phoebe também teria sido vítima de insultos no pátio da escola e uma outra vez quando seguia a caminho de casa. No dia em que se suicidou, a adolescente havia sido humilhada na biblioteca da escola, em frente a um professor. A garota foi encontrada enforcada dentro de um armário em sua casa pela irmã menor.

Descaso. Os pais da garota acusam os professores da escola de não terem tomado as medidas necessárias para evitar a tragédia. "Creio que algumas pessoas estejam se queixando dos administradores da escola e poderão pedir sua renúncia", afirmou Mitchell Brouillard, pai de uma estudante da escola.

Entre os indiciados estão seis jovens de 16 a 18 anos e três outros menores.

VIOLÊNCIA

O que é bullying

Termo em inglês que se refere a todo tipo de preconceito, discriminação e violência

entre colegas de escola.

Na internet

A popularização de comunidades como o Orkut e da troca de mensagens via celular originou o cyberbullying, nome dado ao bullying virtual, caracterizado pela troca de ofensas na rede.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.