Nova rodovia vai ligar sudoeste paulista ao Paraná

O sudoeste do Estado de São Paulo terá uma nova opção de acesso à capital paranaense. A pavimentação de 42 quilômetros da rodovia SP-249, entre Ribeirão Branco e Apiaí, vai reduzir em pelo menos 80 quilômetros a distância entre essa região paulista e Curitiba. A obra foi autorizada pelo governo estadual e já tem projeto executivo.

JOSÉ MARIA TOMAZELA, Agência Estado

29 Março 2012 | 17h35

Na prática, será construída uma nova rodovia aproveitando parte do leito atual, em terra. O projeto, apresentado quarta-feira durante reunião do Consórcio de Desenvolvimento das Regiões Sul e Sudoeste de São Paulo (Condersul) em Capão Bonito, prevê uma correção no traçado para a retificação de 68 curvas.

De acordo com o superintendente do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), Clodoaldo Pelissoni, a ligação rodoviária facilitará também o escoamento da produção agrícola e de minérios da região. O projeto está em processo de licenciamento ambiental. A previsão do governo é de que a licença prévia seja expedida até setembro.

Caso isso ocorra, a obra pode ser iniciada até janeiro de 2013, com conclusão prevista para julho de 2014. A estrada corta uma área com florestas sobre morros e haverá supressão de mata. Há previsão do replantio de 70 mil mudas nativas a título de compensação ambiental.

A rodovia é pedida há mais de trinta anos por prefeitos da região. Atualmente o acesso ao Paraná é feito pela rodovia Sebastião Ferraz de Camargo (SP-250), de pista simples e tortuosa - são mais de 300 curvas. Os motoristas que procedem de Itapeva têm de seguir até Guapiara para pegar a SP-250. Com o novo traçado, a conexão com essa rodovia vai ocorrer em Apiaí, na divisa como Paraná. Os motoristas seguirão por Adrianópolis, já na região metropolitana de Curitiba, para chegar à capital paranaense.

Mais conteúdo sobre:
rodovia Paraná

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.