Nova safra de cana do CS crescerá mas não deve ser recorde-Unica

Com a moagem de cana-de-açúcar começando mais tarde, a nova safra (2012/13) do centro-sul do Brasil terá mais tempo para se desenvolver, ganhará em termos de sacarose e será maior do que a fraca temporada 2011/12.

ROBERTO SAMORA, REUTERS

01 Março 2012 | 16h25

Mas esse crescimento não deverá ser suficiente para que o centro-sul do país, que responde por cerca de 90 por cento da produção de cana, volte a ter uma safra recorde, disse o diretor-técnico da Unica (União da Indústria de Cana-de-açúcar), Antônio de Pádua Rodrigues.

A safra 11/12, que sofreu com adversidades climáticas como a seca e até geadas, caiu mais de 10 por cento na comparação com a temporada anterior, resultando na primeira queda em 11 anos.

A produção foi afetada também pela queda na produtividade decorrente do envelhecimento dos canaviais, devido à redução de investimentos desde a crise de 2008, o que elevou o preço do etanol, cujas vendas despencaram em função da menor competitividade em relação à gasolina.

"Será uma moagem maior do que na safra atual, que foi de 494 milhões de toneladas, e evidentemente menor do que na safra passada...", disse Pádua, em entrevista à Reuters. "Não (vai ser recorde), ela vai ser maior (que 11/12), mas ela não vai voltar... é muito difícil que ela volte aos níveis da safra 2010/2011", declarou.

A moagem da safra 10/11 do centro-sul atingiu 556,9 milhões de toneladas de cana, segundo a Unica.

Anteriormente, Pádua afirmou à Reuters que haverá uma recuperação da produtividade na temporada 12/13, em função de uma maior taxa de renovação dos canaviais, embora a lavoura ainda seja considerada mais velha e menos produtiva do que o ideal. ID:nL2E8DG5RN]

ATRASO NA MOAGEM

Na quarta-feira, a Unica afirmou que prevê que a moagem de cana 12/13 do centro-sul do Brasil, maior produtor global de açúcar e de etanol de cana, comece com cerca de dez dias de atraso em relação à temporada passada -oficialmente, ela começa em abril.

Segundo Pádua, esse atraso se deve à programação das empresas, que contam atualmente com grande capacidade ociosa e sabem que não terão nos campos um volume de cana que as obrigue a iniciar a moagem antes, ou mesmo no período tradicional.

Ele disse que essa situação deixa as usinas confortáveis para iniciar a moagem mais tarde, com o objetivo de colher uma cana mais produtiva e de melhor qualidade.

"As usinas fazem planejamento do início da safra a partir da expectativa de oferta da cana... Tem capacidade de moagem e tem um aproveitamento de tempo que cada um aposta... Então se determina o início de safra em função dessas variáveis", comentou.

Ele observou que o planejamento da moagem da safra 2011/12, que está finalizada, foi equivocado.

"Foi mais cedo do que a nova safra (o início da moagem) porque não havia expectativa das empresas de quebra de safra de 18 por cento como ocorreu na produtividade agrícola.... Todo mundo planejou não para moer as 494 (milhões de toneladas) que acabou moendo, todo mundo se planejou para moer 560... O planejamento do ano passado foi errado, se planejou para uma oferta de cana que não tinha", disse.

Neste ano, segundo ele, a aposta é "para moer um volume que vai ficar evidentemente menor do que o previsto no início do ano passado, e isso faz com que, na média, tenha dez dias de postergação do início da safra".

Mas esse atraso, segundo ele, acaba sendo positivo "porque leva ao desenvolvimento melhor da planta, leva a não processar cana com baixo teor de sacarose, leva até a uma safra maior e com maior concentração de teor de sacarose".

Ele observou que uma cana de início de safra tem 120 a 130 kg de ATR (Açúcar Total Recuperável) por tonelada, em média, no meio da colheita atinge a 160 kg e no final da safra pode chegar em média a 140 kg de ATR.

"Então esses dez dias só vai ajudar no desenvolvimento da cana e na melhor concentração do teor de sacarose."

De acordo com Pádua, um número maior de usinas só começará a operar nos últimos 15 dias de abril. "Basicamente, terminaram (a moagem 2011/12) todas agora em fevereiro... O grande número vai começar na segunda quinzena de abril."

Mais conteúdo sobre:
COMMODS CANA UNICA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.