Nova técnica de ressonância previne falha do coração

Uma outra contribuição para o tratamento da talassemia foi o lançamento de uma nova técnica de ressonância capaz de detectar o excesso de ferro no coração, antes do aparecimento de sintomas.

O Estado de S.Paulo

16 Outubro 2011 | 03h06

O método foi desenvolvido pelo cardiologista Juliano de Lara Fernandes, do serviço de cardiologia da Unicamp, com financiamento da Fundação de Apoio à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp). "Começamos no ano de 2003 e hoje o método já está disseminado por mais de 20 cidades brasileiras", afirma o especialista.

A equipe de Fernandes criou uma planilha que pode fazer análises gratuitamente pelo computador, enquanto métodos tradicionais exigem equipamentos de US$ 30 mil a US$ 40 mil.

A nova técnica de ressonância reduziu em até 70% as mortes de pacientes provocadas por insuficiência cardíaca. / J.M.M.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.