Novidade do Windows Vista pode expor computador a ataques

A Microsoft reconheceu uma falha no Windows Vista, seu novo sistema operacional, em que o computador, por meio do sistema de reconhecimento de voz, pode sofrer um ataque pela rede, apagando todos os arquivos e pastas da memória. O sistema de reconhecimento de voz do Vista preocupou diversos usuários que temem receber áudios maliciosos (que podem causar dano ao computador) por e-mail ou por meio de sites. Um dos temores é que um arquivo de áudio no formato MP3, por exemplo, traga um comando de voz para apagar todos os arquivos do computador - tarefa que seria executada pelo sistema de reconhecimento de voz. A Microsoft emitiu nota dizendo que a hipótese é "tecnicamente possível", mas que não há motivos para preocupações. ´Pouco para se preocupar´ A empresa disse que para uma situação dessas acontecer seria necessário que o reconhecimento de voz estivesse ligado ao mesmo tempo em que o microfone e os alto-falantes. "Esse cenário envolveria o reconhecedor de voz captando comandos através do microfone, como ´copiar´, ´apagar´, ´desligar´, etc. e os executando?, afirmou um pesquisador da área de segurança da Microsoft no blog oficial da equipe técnica da empresa. Alguns usuários do Vista que já testaram esta hipótese conseguiram apagar arquivos e esvaziar a lixeira, tornando o material apagado irrecuperável. A Microsoft alega que mesmo que todos os componentes estivessem ligados ao mesmo tempo, é pouco provável que o internauta não perceba um ataque desse tipo. A empresa também ressalta que o sistema de reconhecimento de voz não pode executar funções mais complexas, como formatação completa do disco. "Também há barreiras adicionais que dificultam um ataque desses, como a posição do microfone e dos alto-falantes, o retorno do microfone e a clareza da dicção", escreve o pesquisador. O reconhecimento de voz era uma das novidades do Windows XP, o sistema operacional anterior da Microsoft, mas foi aprofundado no Vista. "Enquanto levamos estes relatos muito a sério e os investigamos apropriadamente, tenho confiança em afirmar que há pouco ou nada para se preocupar sobre os efeitos deste caso na instalação do Windows Vista", disse o pesquisador.

Agencia Estado,

02 Fevereiro 2007 | 11h52

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.