Novo celular pode ser usado como cartão magnético

Tecnologia permite usar aparelho para fazer compras; testes começam em Londres

BBC Brasil, BBC

28 de novembro de 2007 | 11h15

A operadora de telefonia celular britânica O2, em parceria com a fabricante de celulares Nokia, lança nesta quarta-feira em Londres, o projeto de testes de uma nova tecnologia que agrega ao aparelho de telefone celular a função de cartão magnético. O equipamento usa a tecnologia sem cabos conhecida como Near Field Communication (comunicação de campo de curta distância), que combina os serviços de identificação por radiofreqüência (RFID, na sigla em inglês) com tecnologias de intercomunicação. A NFC, como é chamada em inglês, possibilita que equipamentos habilitados com a tecnologia façam troca de informações ao se "tocarem", ou ficarem próximos a apenas quatro centímetros de distância. A tecnologia é compatível com outras similares, como o Bluetooth e a Wi-Fi. O novo aparelho, chamado de O2 Wallet, será testado por 500 pessoas em Londres, durante seis meses. Neste período, os participantes poderão testar vários serviços como fazer compras, acessar o transporte público e entrar em eventos apenas com o uso do equipamento. Depois de seis meses, eles devem fazer uma avaliação sobre a facilidade de uso, segurança e funcionalidade do produto. Os serviços disponíveis no novo equipamento podem ser acessados através do menu principal do telefone e não interferem no recebimento de chamadas ou mensagens de texto. Para a fase de testes, as empresas criaram parcerias com o comércio local e com o sistema do transporte público de Londres para disponibilizar os serviços aos usuários. Segundo Cath Keers, diretora de atendimento ao cliente da O2, "os testes são o começo de um caminho que deve envolver operadoras de celular, bancos e o comércio em geral em uma visão comum". As empresas parceiras no lançamento da nova tecnologia pretendem aprimorar a funcionalidade do aparelho depois dos testes e incluir, por exemplo, a capacidade de armazenar senhas para os pagamentos. A empresas também já discutem desenvolver outros projetos de teste em 2008.   BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.