Novo presidente da MMX diz que delegação da Wuhan virá ao Brasil

Uma delegação da chinesa Wuhan Iron & Steel (Wisco) virá em breve ao Brasil para discutir com a MMX sobre a possível parceria na empresa, informou nesta terça-feira o novo presidente do braço de mineração do grupo EBX, Roger Allan Downey.

REUTERS

04 Agosto 2009 | 18h48

Em teleconferência nesta terça-feira, Downey, ex-analista de mineração e siderurgia do banco Credit Suisse e que já trabalhou na Vale, disse que não há prazo para finalizar o negócio anunciado em junho deste ano.

"Assim como em todas as negociações não há um prazo para finalização, estamos concentrados em maximizar o valor, mas claro que conversamos com a Wuhan, nossas conversas têm sido muito frutíferas e amistosas", afirmou Downey.

"Eles vão enviar uma delegação ao Brasil em breve, e com ela avançaremos mais um passo em nossas conversas", complementou.

A Wuhan também estuda parceira com a EBX em projeto siderúrgico no Rio de Janeiro, segundo informou no início do mês passado o governador do Estado Sérgio Cabral. Segundo o governador, o projeto seria de 4 bilhões de dólares.

Downey informou que no momento a MMX está negociando apenas com a Wuhan, mas que "a empresa está sempre aberta para ouvir e analisar propostas do mercado".

MINÉRIO

O executivo assume em um momento de preços do minério de ferro em baixa e de crise financeira global.

E em resposta à Reuters após a teleconferência, ele disse que a estratégia da MMX não muda com a troca de comando.

"O foco no momento é concluir as negociações com a Wuhan e garantir a expansão do sistema Sudeste, para 33,7 milhões de toneladas por ano de minério de ferro", explicou por e-mail.

O plano de negócios para os dois Sistemas juntos --MMX Corumbá e MMX Sudeste-- prevê alcançar a capacidade de produção de 40 milhões de toneladas de minério de ferro em 2013.

A MMX produziu 5 milhões de toneladas de minério de ferro no ano passado e 688 mil toneladas de minério de ferro no primeiro trimestre de 2009.

Os dados do segundo trimestre serão divulgados no dia 14, disse Downey.

Ele informou ainda que a MMX está em fase de revisão do seu Plano de Negócios, que inclui a produção anual de 2009.

"Tão logo esse Plano esteja concluído, será divulgado ao mercado", limitou-se a informar o executivo.

(Por Denise Luna)

Mais conteúdo sobre:
MINERACAOMMX*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.