Novo protesto de vigias em SP pode fechar 400 bancos

Cerca de mil vigilantes e seguranças começaram hoje uma nova passeata pelas ruas do centro de São Paulo reivindicando melhores salários. Segundo informações do Sindicato dos Empregados em Empresas de Vigilância, Segurança e Similares de São Paulo (Seevissp), os manifestantes seguirão para Avenida Paulista e a manifestação pode prejudicar o funcionamento de mais de 400 agências bancárias, que devem deixar de funcionar.Os trabalhadores estão reunidos em frente à Câmara Municipal, no centro da cidade, e devem se dividir em dois grupos, com caminhos distintos, em passeata para a Avenida Paulista. A categoria reivindica o adicional de risco de vida de 15%, participação nos Lucros e Resultados, ticket refeição de R$ 10 e reajuste salarial de 9,9% (piso salarial atual é de R$ 790). A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) solicita aos motoristas que evitem trafegar pela região central da cidade devido ás manifestações.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.