Novo talão de Zona Azul de SP terá recurso antifraude

Talões antigos serão válidos por 120 dias a partir do início da venda dos novos, nesta segunda-feira

Solange Spigliatti, estadao.com.br

09 Janeiro 2009 | 12h25

A partir da próxima segunda-feira, 12, os 3.700 postos oficiais de venda da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) vão receber os novos talões de Zona Azul. O novo talão terá novas características, entre eles recursos de rastreabilidade, por meio de código de barras, para aumentar a segurança contra furtos e roubos.   Veja também: Pça. Charles Miller terá Zona Azul aos fins de semana e feriados Rodízio volta a vigorar na segunda, dia 12 Como o trânsito parou SP e números da frota Dossiê Estado: os números do trânsito em SP   Acompanhe a situação do trânsito rua-a-rua     O talão também possui outros itens que ajudam no combate às fraudes, como registro coincidente, quando visto contra a luz, as imagens devem coincidir; marca d'água; fita holográfica em alto brilho com a inscrição "CET autêntico"; e é impresso com tinta antifraude sensível a abrasão e solúveis a qualquer reagente.   O modelo de talão antigo terá validade por um período de 120 dias. Nos 60 dias subsequentes ao lançamento da campanha, a CET dará prosseguimento ao procedimento de troca dos talões em seus pontos oficiais de venda.   Ao término dos 120 dias, quando o talão antigo perderá sua validade de uso, os usuários ainda poderão trocá-los na própria CET. Essa medida garante que nenhum usuário perca o direito de utilizar o talão adquirido anteriormente.   Mais informações sobre o novo talão e a tecnologia Zona Azul poderão ser obtidas através do telefone 156 ou pelo site da CET.

Mais conteúdo sobre:
trânsitozona azulSão Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.