Novo Zune pode atrasar e donos olham para o iPhone

Nova versão do aparelho, prevista para o fim de agosto, pode atrasar um mês

Alexandre Barbosa, do estadao.com.br,

01 Agosto 2007 | 11h30

Que um novo Zune está em desenvolvimento, o mercado inteiro sabe. Como, quando e quais são os detalhes das novas versões é o que tem movimentado a mídia e blogs especializados.   É que o tocador da Microsoft criado para competir (?!) com o iPod, precisa de melhorias para aumentar a participação da empresa no mercado de tocadores frente à quase onipresente Apple, que domina mais de 70% do mercado norte-americano e é a líder inconteste no ideário de usuários do mundo todo como tocador digital.   Sinais mais claros de novas versões surgiam na semana passada, durante um encontro de executivos da Microsoft com analistas financeiros, incluindo aí Robbie Bach, presidente da divisão de dispositivos e entretenimento da gigante do software. A linha Zune, diz o executivo, seria 'ampliada, com mais opções de capacidades e modelos', embora não tenha dado maiores detalhes sobre os novos aparelhos. Sabe-se apenas que eles serão lançados até o final de novembro, a tempo de capturar as vendas de final de ano no mercado norte-americano.   Blogs que cobrem o setor de tecnologia e players indicam duas novas versões do Zune, uma com 80 GB de capacidade (o modelo atual tem 30 GB) e um segundo tocador, mais barato e de menor capacidade, usando chips de memória flash, a exemplo do iPod nano.   O blog Zune Scene, por exemplo, afirmou que o novo Zune turbinado, que recebe o codinome 'Scorpio', estaria pronto já no final de agosto, mas devido a problemas técnicos na linha de montagem, foi adiado para setembro. Segundo dados divulgados pela própria Microsoft, já foram vendidos 1,2 milhões de unidades do Zune.   Trocas   É bom que a Microsoft prepare mesmo novas versões de seu tocador, como a empresa admite publicamente, mesmo sem revelar detalhes, a bem de levar adiante seu plano de crescer no mercado de players. Por enquanto, não dá para dizer que o Zune emplacou. Um estudo recente, divulgado pela empresa de pesquisas Eagle Research Group afirma que 70% dos donos de Zunes pretendem mudar para um iPhone.   E, pior, 36% dizem que não teriam comprado um Zune se soubessem que o iPhone teria o conjunto de funções apresentado pela Apple. Mas 43% dos entrevistados pela ERG afirmam que a razão que os faria manter seus celulares atuais seria a capacidade menor do iPhone, apenas 8 GB no modelo mais avançado, contra 30 GB do Zune.

Mais conteúdo sobre:
Zune iPod MP3 Música Digital

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.