Número de internautas no Brasil cresce 17% em janeiro

O número de pessoas que navegaram pela internet pelo menos uma vez em janeiro no Brasil atingiu 14 milhões, crescimento de 17% sobre igual período de 2005, afirma levantamento divulgado nesta terça-feira, 27. Na comparação do dezembro, houve, entretanto, uma queda de 2,7% no total de usuários "ativos". Apesar disso, o Brasil continuou a ser o país com maior tempo médio de navegação residencial por internauta, com 21 horas e 20 minutos, 18 minutos menos do que último mês de 2006, informou a empresa de pesquisa de mercado Ibope/NetRatings. Mas em relação às 18 horas de janeiro do ano passado, há um crescimento de 18,5% no tempo de navegação por internauta no Brasil. Entre os dez países analisados pela companhia, os que mais se aproximaram do Brasil no tempo médio uso de internet foram França, com 20h55; Estados Unidos, com 19h30; Alemanha, com 18h56min; Japão, com 18h31; e Reino Unido, com 18h29. O número total de pessoas com acesso à web em casa no País permaneceu em 22,1 milhões, 10,7% acima do registrado em janeiro de 2006. A categoria de site em destaque de ganho de audiência foi a de páginas ligadas ao setor automotivo, apresentando evolução de 6% sobre dezembro, com quase 2,2 milhões de visitantes únicos. "O interesse por automóveis na internet cresce a cada dia. O alcance da categoria em janeiro de 2006 era 13,4% e no mesmo período de 2007 atingiu 15,4%", disse o coordenador do núcleo de análises Ibope Inteligência, Alexandre Magalhães. "A melhoria das condições financeiras da população, aumento dos prazos de financiamento, décimo terceiro no final do ano, tudo isso junto parece favorecer esse mercado online", acrescentou. Segundo o analista, 12 das 15 categorias que a empresa acompanha no País cresceram mais do que os 17% da web. "O que indica que há cada vez mais um interesse muito diversificado por parte dos brasileiros na internet. Essa diversificação é fruto direto da melhoria das conexões usadas no País, com mais pessoas optando por uma conexão de banda larga a cada dia", disse Magalhães em nota distribuída à imprensa.

Agencia Estado,

27 Fevereiro 2007 | 17h34

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.