Número de medalhas de ouro da Grã-Bretanha é o maior desde 1908

A Grã-Bretanha está comemorando seu maior número de medalhas de ouro em uma Olimpíada desde 1908 nos Jogos de Londres, que continua dando dividendos à nação outrora famosa por seus perdedores valentes e fracassos heróicos.

ALAN BALDWIN, Reuters

07 de agosto de 2012 | 18h47

Desde os primeiros Jogos de Londres, quando somente 22 países participaram em comparação aos atuais 204, e quando boa parte do mundo era comandada da capital britânica, jamais os atletas locais empilharam tantas medalhas -e tanto ouro.

"Os britânicos se acostumaram a ser os perdedores valentes...parecia quase inevitável que acabariam levando uma surra em algum momento, e acho que isso está começando a mudar", disse o ciclista britânico Chris Hoy.

"Agora você tem um grupo de atletas que só tiveram sucesso... e para eles, fazer parte da equipe britânica é fazer parte de um time vencedor", disse.

Faltando cinco dias para o final, a Grã-Bretanha acumula 22 ouros e 48 medalhas em 13 esportes, se o ciclismo de pista e de rua forem considerados separadamente. A Grã-Bretanha está em terceiro no quadro de medalhas.

"Este realmente se tornou um verão de ouro para a delegação britânica e para todo o Reino Unido", disse o primeiro-ministro, David Cameron, aos repórteres.

Saltando na linha de chegada em Hyde Park, com a bandeira britânica em volta dos ombros, Alistair Brownlee garantiu o 19o ouro da Grã-Bretanha no triatlo nesta terça-feira e igualou a marca de Pequim em 2008, até então a melhor do país em um século.

As amazonas Carl Hester, Laura Bechtolsheimer e Charlotte Dujardin arrebataram o 20o ouro no hipismo, e Laura Trott somou mais uma no ciclismo.

Depois Hoy completou um dia de triunfos com a sétima medalha olímpica de sua carreira, e sexto ouro, rivalizando com a marca de seu compatriota Bradley Wiggins, vencedor da Volta da França e da prova de tempo em Londres.

A vitória colocou Hoy adiante de Wiggins, que tem quatro títulos, em 'diferença de ouros', como o britânico mais condecorada nas Olimpíadas.

Em Pequim, a Grã-Bretanha terminou em quarto no geral, com 47 medalhas de 11 esportes.

Foi o melhor resultado do país desde 1908, quando a Grã-Bretanha, sediando o evento, conquistou 56 ouros e 146 medalhas no total, mas na China a marca de 19 ouros só foi alcançada no último final de semana.

Pelo menos mais quatro medalhas estão garantidas no boxe, onde os semifinalistas derrotados ficam com o bronze.

Tudo o que sabemos sobre:
OLIMBRITANICOSOUROS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.