Número de mortos em ataque a metrô sobe para 13 em Belarus

O número de mortos na explosão de uma bomba na estação de metrô em Minsk, capital de Belarus, subiu para 13, disse a agência estatal BelTA nesta sexta-feira, depois que um dos feridos morreu no hospital na noite de quinta-feira.

REUTERS

15 de abril de 2011 | 11h03

Cinco pessoas, todos bielorussos com menos de 25 anos, foram detidos por ligações com o ataque de 11 de abril, e autoridades também relacionaram os suspeitos a outras duas explosões, em 2005 e 2008, que deixaram feridos.

O ataque de segunda-feira dentro de uma estação de metrô lotada no centro de Misnk deixou cerca de 150 feridos no horário de pico.

O presidente Alexander Lukashenko, que governa a ex-república soviética desde 1994 e tem pouca tolerância para dissidências, disse nesta semana que investigadores ainda estão procurando os responsáveis pelo atentado.

Autoridades da Promotoria, da polícia e do serviço de segurança KGB disseram à TV estatal na noite de quinta-feira que uma investigação criminal poderia levar alguns meses.

(Reportagem de Andrei Makhovsky)

Mais conteúdo sobre:
BELARUSMORTOSTREZE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.