Número de mortos em naufrágio no AM sobe para 21

Mais barcos pequenos serão incorporados às buscas e o efetivo do Corpo de Bombeiros deve aumentar

da Redação, estadao.com.br

06 de maio de 2008 | 11h20

Homens do Corpo de Bombeiros encontraram nesta terça-feira, 6, mais quatro corpos de vítimas do naufrágio do barco Comandante Sales, na madrugada de domingo, no Rio Solimões, na altura do município de Manacapuru, a 68 quilômetros de Manaus (AM). Com isso, sobe para 21 o número de mortos, 17 dos quais já identificados pelas famílias no Instituto Médico Legal (IML) de Manaus. Dois corpos, segundo o comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Antunes Dias, estavam na área do acidente e dois a cerca de 60 quilômetros rio abaixo."As buscas serão intensificadas hoje, pois após 48 horas os corpos tendem a boiar. Hoje é o Dia D da operação", explicou Antunes. Os bombeiros trabalham com um número entre 15 e 20 desaparecidos no acidente. Há pelo menos 60 pessoas trabalhando nas buscas, entre integrantes da Marinha, Defesa Civil, bombeiros, policiais civis e militares. Sete embarcações circulam em mais de 60 quilômetros do Solimões, desde o local do acidente até as proximidades da capital do Amazonas.Antunes informou que mais barcos pequenos serão incorporados às buscas e o efetivo do Corpo de Bombeiros deve aumentar de 40 para 70. Não há prazo para encerrar o trabalho, mas o comandante disse que as chances de encontrar as vítimas "são maiores após 48 horas, quando os corpos emergem, por isso a intensificação dos trabalhos neste terceiro dia". Depois, acrescentou, os corpos tendem a submergir e podem ser atacados por peixes, dificultando os trabalhos.

Mais conteúdo sobre:
Rio SolimõesnaufrágioAmazonas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.