Número de mortos Mianmar aumenta, diplomatas visitam delta

A junta militar de Mianmar levoudiplomatas em uma tour no delta Irrauadi no sábado, no momentoem que o número de mortos pelo ciclone Nargis subia para maisde 133 mil pessoas, tornando-o um dos mais devastadores dahistória na Ásia. Nos ultimo 50 anos, apenas dois ciclones asiáticossuperaram o Nargis em número de vítimas --em 1970, um ciclonematou 500 mil pessoas em Bangladesh e outro matou 143 mil em1991, também em Bangladesh. Todavia, com estimados 2,5 milhões de pessoas lutando parasobreviver no delta e o governo militar se recusando a receberajuda do exterior em larga escala, especialistas em desastresdizem que o número de mortes do Nargis deverá aumentardrasticamente. Autoridades britânicas dizem que o número de mortos agorajá pode ter superado os 200 mil. Os militares, que comandam o país há 46 anos, afirmam quesão capazes de organizar a distribuição de ajuda, aparentementepor temor de que um influxo de estrangeiros no país possaenfraquecer seu poder. Com chuvas tropicais pesadas atrapalhando o resgate nosábado, os generais levaram diplomatas baseados em Yangun parao delta para observar as operações de ajuda do Exército, emborase espere que seja uma visita de aparências que não mostre arealidade da situação. Próximo da cidade de Cuniangon esta semana, fileiras dehomens, mulheres e crianças se espalhavam por quilômetros aolongo da estrada, implorando por comida e roupas dos veículosque passavam ocasionalmente. (Por Aung Hla Tun)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.