O cri-crítico - Diário mal-humorado

Ele não gosta de nada, mas vai ao cinema assim mesmo

O Estado de S.Paulo

22 de junho de 2012 | 03h12

Particularmente, considero a noite de domingo mais complicada de ir ao cinema do que as sextas ou sábados. Aquela noção de que a segunda-feira está chegando faz com que as pessoas fiquem ansiosas acima da média para fazer do dia de folga algo que realmente preste. E 'ver um filminho' é a opção mais fácil para saciar tal expectativa. Foi mais ou menos isso que me levou ao Cine Livraria Cultura na hora da xepa do fim de semana. Eu pretendia ver 'A Primeira Coisa Bela', às 19h30, mas havia um aviso de 'sessão lotada' no vidro da bilheteria. Fiquei com 'Deus da Carnificina', que passava na na sala 1. Eu estava com fome, então foi bom saber que, além da bonbonnière, há ali um café com boas opções de salgados - e com atendentes simpáticas. Outro ponto positivo é saber, de antemão, que não ficarei com dor nas pernas ou disputando o braço da cadeira com a pessoa ao lado, pois as poltronas são espaçosas. No entanto, enquanto esperava a sessão, reparei que vários clientes confundiam as duas únicas salas porque a 2 está localizada antes da 1. Também ajudei uns três casais a achar o banheiro, mal sinalizado. Ou seja: existe, claramente, um problema de comunicação / sinalização na casa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.