O CRI-CRÍTICO Diário mal-humorado

Ele não gosta de nada, mas vai ao cinema assim mesmo cri.critico@grupoestado.com.br

O Estado de S.Paulo

13 de julho de 2012 | 03h16

Era de se esperar que uma pré-estreia de 'O Espetacular Homem-Aranha', um dos filmes mais aguardados do ano, estivesse bastante concorrida na semana passada. Mas escolhi o único dia em que, provavelmente, eu teria a sessão só para mim. Quarta, dia 4 de julho, às 21h30. Bem na hora em que quase todo paulistano estaria ligado na final da Libertadores, fosse para torcer a favor ou contra o Corinthians. O local escolhido também foi simbólico: o Cine Box do shopping Metrô Itaquera, ao lado do futuro estádio do clube. Quem mais, além de mim, iria a tal sessão? Pois descobri duas dezenas de espectadores que estavam totalmente indiferentes ao futebol e mais preocupados com o aracnídeo. Na bilheteria, ainda vi famílias comprando bilhete para 'A Era do Gelo 4'. Foi um bom teste para o isolamento acústico do cinema.

Afinal, de dentro da sala 3, não tive a menor dica de quanto estava a partida. Nenhum rojão foi ouvido. Os funcionários - em geral, simpáticos - estavam concentrados no trabalho e não ansiosos para soltar o grito de gol. Foi como se esconder em um abrigo nuclear no auge da Guerra Fria.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.