O CRI-CRÍTICO Diário mal-humorado

Ele não gosta de nada, mas vai ao cinema assim mesmo cri.critico@grupoestado.com.br

O Estado de S.Paulo

28 Dezembro 2012 | 02h06

No domingo à tarde, fui ao Centro Cultural São Paulo planejando ver o documentário 'O Labirinto de Kubrick'. Mas acho que li errado a programação, pois o filme havia passado um dia antes. Então, resolvi aproveitar que já estava lá e conferir a qualquer outro titulo do Cinema Bit - Mostra Internacional de Cinema Digital. Trazendo apenas produções independentes americanas, era um tiro no escuro. Peguei a sessão de O Amigo da Minha Irmã e não me arrependi. A mostra ainda tem exibições hoje. Depois faz uma pausa e volta em 8 de janeiro. O ingresso custa só R$ 1. A projeção foi em vídeo digital, já que a seleção visa divulgar tal plataforma como saída para produções de baixo custo. Cheguei cedo e ainda assisti a um recital gratuito de cravo. Foi um programa totalmente improvisado para mim e valeu muito. A sala de cinema parece devidamente equipada. A cadeira não é das minhas favoritas e passei um bom tempo buscando a posição ideal para sentar-me nela. O público, comportado, foi uma boa surpresa. Quem coloca o pé na poltrona à frente, leva um 'puxão de orelha' discreto do funcionário.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.