O Exorcista iniciou nova vertente do terror na história do cinema

Em 1960, Alfred Hitchcock fez um filme de suspense que virou cult de terror - Psicose. As mais de 70 posições de câmera que o mestre utilizava para apenas 45 segundos de filme, no assassinato na ducha, marcaram época. Mas foi preciso esperar mais 13 anos para que surgisse O Exorcista, de William Friedkin, e o terror na tela nunca mais foi o mesmo.

Luiz Carlos Merten, O Estadao de S.Paulo

27 de novembro de 2009 | 00h00

O Exorcista é a atração do TCM, às 23h35. O filme baseia-se no best seller de William Peter Blatty, que havia colaborado com Blake Edwards na criação de um personagem emblemático do humor, o Inspetor Clouseau. No livro, Blatty mudou completamente o tom. O filme foi mais longe. Antes, o terror costumava ser sugerido na tela, como no livro. Com a introdução da cor nas fantasias da empresa Hammer, nos anos 1950, ele ficou mais real, mas ainda não era o cartaz de hoje da TV paga.

O filme conta a história dessa menina possuída pelo Demônio. Quando o exorcismo falha, o padre expulsa o Demônio a socos. A novidade desse filme foi mostrar tudo. Sangue, vômito, violência, tudo na cara do público. Há 36 anos, parecia que nada mais havia para mostrar. Ledo engano. As coisas foram ficando cada vez mais gosmentas, mas tudo começou lá. Ou, antes, com Hitchcock.

Caçadores de Marfim

14h30 no SBT

(Last Elephant). EUA, 1990. Direção de Joseph Sargent, com John Lithgow, Isabella Rossellini, James Earl Jones.

Escritor ganha ajuda de pesquisadora para investigar o desaparecimento de uma amiga, no Quênia. Descobrem qe ela pode ter sido vítimas de caçadores ilegais de marfim. O diretor Sargent fez a primeira versão de O Sequestro do Metrô e também a ficção científica Colossus 1980. Mas trabalha preferencialmente para TV, onde marcou presença com temas - e filmes - fortes. Reprise, colorido, 94 min.

Karatê Kid IV - A Nova Aventura

15h35 na Globo

The Next Karate Kid). EUA, 1994. Direção de Christopher Cain, com Noriyuki ''Pat'' Morita, Hilary Swank, Michael Ironside, Constance Towers, Chris Conrad, Arsenio Trinidad.

No quarto filme da série, uma garota, Hilary Swank, substitui Daniel (Ralph Macchio), mas Pat Morita está a postos para lhe dar lições de luta - e vida. Hilary cria uma personagem "viril", não necessariamente lésbica, mas esse filme foi decisivo para que ela fosse chamada para fazer Meninos não Choram, que lhe valeu o primeiro Oscar. Reprise, colorido, 92 min.

Guerrilha Sem Face

22 h na Rede Brasil

(Dancer Upstairs). EUA, 2002. Direção de John Malkovich, com Javier Bardem, Laura Morante, Juamn Diego Botto, Luís Miguel Cintra.

O longa de estreia do ator Malkovich na direção possui algumas qualidades, mas não obteve muita repercussão. Ele se inspirou numa história real, contando a história de policial obcecado para prender terrorista e que se envolve com a professora de balé de sua filha. As duas coisas estarão ligadas, e tragicamente. Reprise, colorido, 123 min.

Os Gatões: Uma Nova Balada

23h15 no SBT

(Dukes of Hazzard). EUA, 2005. Direção de Jay Chandrasekhar, com Johnny Knoxville, Seann William Scott, Burt Reynolds, Jessica Simpson.

Dois primos fazem de tudo para salvar o sítio da família. Tão importantes quanto eles, como "personagens", são a prima sexy e o carro de cor laranja, o Dodge apelidado de "General Lee". Não espere grande coisa, mas com Seann William Scott, de American Pie, sempre se pode rir um pouco. Reprise, colorido, 106 min.

Inconscientes

23h30 na Cultura

(Inconscientes). Espanha, 2004. Direção de Joaquin Oristrell, com Leonor Watling, Luis Tosar, Alex Brendemuhl, Mercedes Sampietro, Núria Prims e Ana Rayo.

Em Barcelona, no começo do século passado, mulher ganha ajuda do cunhado psiquiatra para tenta localizar o marido, também psiquiatra, que desapareceu misteriosamente, após haver visitado o dr. Freud, em Viena. Um thriller dos primórdios da ciência da investigação da mente. Bem interessante, você vai ver. Reprise, colorido, 100 min.

O Prazer de Matar

1h40 na Rede Brasil

(Mad Dog Time). EUA, 1996. Direção de Larry Bishop, com Ellen Barkin, Richard Dreyfuss, Gabriel Byrne, Jeff Goldblum, Diane Lane, Billy Idol, Burt Reynolds.

Dois amigos atiradores ficam em campos opostos quando um deles vira assassino, obcecado por matar, e o outro tem de caçá-lo. Imagine se o confronto final não se dá num tiroteio. O elenco é cheio de nomes importantes e se constitui, sem dúvida, na credencial da produção. Reprise, colorido, 88 min.

Intercine

2h35 na Globo

A emissora exibe o preferido do público entre - Elektra, de Rob Bowman, com Jennifer Garner no papel da heroína da Marvel, que morria no desfecho de O Demolidor, mas ressuscita como assassina profissional contratada para matar um homem e sua filha; Terence Stamp, Will Yun Lee, Goran Visnjic, Cary-Hiroyuki Tagawa e Jason Isaacs estão no elenco; e O Patriota, de Roland Emmerich, com Mel Gibson, Heath Ledger, Joely Richardson e, de novo, Jason Isaacs, sobre pacato fazendeiro que pega em armas em defesa da família, quando o filho é recrutado para lutar na Guerra Civil norte-americana.

O Colecionador

3h15 na Rede Brasil

(The Collector). Canadá, 2003. Direção de Jean Beaudin, com Maude Guerin, Luc Picard, Julie Menard.

Embora o título brasileiro seja o mesmo, este Colecionador nada tem a ver com o belíssimo filme que William Wyler adaptou do romance de John Fowles, nos anos 1960. Aqui, o colecionador é um assassino que coleciona vítimas, de forma a propor um jogo macabro de adivinhação para a polícia - quem ele irá matar, em seguida? Inédito, colorido, 122 min.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.