O que passou

SEG. 30/5

O Estado de S.Paulo

05 Junho 2011 | 00h25

Salvador Allende foi assassinado, indica laudo

A televisão chilena TVN revela um laudo forense de 1973 que provaria que o ex-presidente Salvador Allende não se suicidou, mas foi assassinado. O documento foi encontrado na casa do ex-coronel da Justiça Militar Horacio Ried. A família de Allende, que pediu a exumação do corpo do ex-presidente, ameaçou processar a emissora e diz que o laudo não é inédito, pois estava anexado ao processo, embora não fosse de conhecimento público. Segundo a versão oficial, Allende, cercado por forças de Pinochet, teria se suicidado com um fuzil Kalashnikov, sentado em sua mesa de trabalho no palácio do governo. Porém, o laudo indica que ele tinha duas marcas de tiro e a morte teria sido causada por um disparo de pistola.

TER. 31/5

Governo privatiza aeroportos

O governo vai privatizar a administração dos aeroportos de Guarulhos, Campinas e Brasília a partir do segundo semestre de 2012. A Infraero terá 49% do controle dos aeroportos nas futuras sociedades que possam ser feitas com empresas estrangeiras. As regras para a concessão serão definidas em dezembro e, até o final de seu governo, a presidente Dilma Rousseff pretende transformar a Infraero numa empresa de capital aberto. A intenção da presidente é fazer do aeroporto de Viracopos, em Campinas, o "maior centro aeroportuário do País". Galeão, no Rio, e Confins, em Minas Gerais, serão os próximos aeroportos a entrar na lista do processo de privatização.

QUA. 1º/6

Ibama libera construção de Belo Monte

O Ibama libera a licença ambiental que permite a construção da Hidrelétrica de Belo Monte, no Rio Xingu. O presidente do Ibama, Curt Trennepohl, disse que todas as 40 condicionantes fixadas no ano passado foram satisfeitas pelo consórcio Norte Energia, como a coleta de animais da área que será inundada e a garantia de controle de qualidade da água do reservatório da usina. Por causa da demora de 13 meses para a liberação e a necessidade de mudanças no projeto, o custo da obra, inicialmente de R$ 19 bilhões, subiu para R$ 25 bilhões. Por isso, o consórcio ganhou reforços das construtoras que perderam o leilão da usina, em 2010. Fuvest altera regras para vestibular

A Universidade de São Paulo aprova medidas que devem tornar o vestibular da Fuvest mais concorrido a partir deste ano. A nota de corte de todas as carreiras deve aumentar e serão necessários 27 pontos mínimos, não mais 22, para o concorrente ser aprovado na 1ª fase. A nota da 1.ª fase volta a ter peso na 2.ª, o número de questões da segunda etapa cairá de 20 para 16 e a Fuvest passará a chamar entre dois e três alunos por vaga para a 2.ª fase (hoje são chamados três vestibulandos para cada vaga). O concorrente terá ainda a chance de escolher uma nova opção de carreira após a terceira chamada.

QUI. 2/6

CPTM encerra greve

A paralização da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos iniciada na quarta, que afetou a vida de ao menos 2,4 milhões de pessoas só na quinta, é suspensa. De acordo com os sindicalistas, o retorno das atividades atende à determinação do Tribunal Regional do Trabalho, mas ressaltam que o "estado de greve" permanece e, caso as reivindicações não sejam atendidas, voltarão a parar no dia 15. Os funcionários pedem 5% de aumento e 8% de correção sobre a inflação. A CPTM ofereceu reajuste de 3,7%.

Republicano lança candidatura para 2012

Com o slogan "Acredite nos Estados Unidos", o ex-governador republicano de Massachusetts Mitt Romney lança sua campanha presidencial de 2012. Apesar de Romney ser considerado um dos nomes mais fortes dos republicanos para enfrentar o presidente Barack Obama na disputa, a ex-governadora do Alasca Sarah Palin também é cotada como possível candidata. Outros nomes são os do governador do Texas, Rick Perry, e da congressista do Tea Party Michele Bachmann.

SEX. 3/6

Bombardeio deixa presidente do Iêmen ferido

Morteiros atingem a mesquita do Palácio Presidencial do Iêmen e ferem o presidente Ali Abdul Saleh, além do primeiro-ministro e o presidente do Parlamento. As autoridades estavam no local para as orações do dia. Saleh sofreu ferimentos leves, mas quatro guardas presidenciais morreram. O chefe da tribo hashed, o xeque Sadek al-Ahmar, é o culpado do ataque, segundo governo do Iêmen.

Morre o "Doutor Morte"

Jack Kevorkian, o médico americano conhecido como o "Doutor Morte" por praticar eutanásia e ajudar 130 pessoas a cometer suicídio assistido, morre ao 83 anos. Ele estava internado num hospital do Michigan tratando de pneumonia e insuficiência renal. O Doutor Morte ficou conhecido nos anos 90, quando foi acusado de assassinato. Ele desenvolveu um aparelho que permitia que o paciente injetasse sozinho uma dose letal de potássio e cloreto. Kevorkian cumpriu oito anos de prisão por homicídio em segundo grau de um paciente de esclerose lateral amiotrófica, uma doença mortal, a quem Kevorkian administrou uma dose letal de drogas. O médico gravou as imagens desse momento, que foram transmitidas pela televisão pelo programa 60 Minutes, da CBS. O ator Al Pacino recebeu um Emmy pela sua interpretação do médico no filme You Don"t Know Jack.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.