O que passou

SEG. 5/9

O Estado de S.Paulo

11 de setembro de 2011 | 01h09

Vídeo mostra imagens do voo 93 da Pensilvânia

Um vídeo com imagens que seriam do avião da United Airlines, que caiu na Pensilvânia é divulgado e exibido pela rede americana CNN. A bordo do avião estavam 33 passageiros, 7 tripulantes e 4 sequestradores. A aeronave seria usada para um quarto ataque, possivelmente à Casa Branca, mas caiu antes de completar o trajeto. As imagens mostram a fumaça subindo do local da queda. Feito por um morador das proximidades, o vídeo foi descoberto pela repórter Arlene Johns, do jornal Tribuna Democrática, de Johnstown, Pensilvânia, enquanto ela trabalhava em uma matéria sobre os dez anos do atentado. O autor do vídeo, que teria morrido há alguns anos, diz na narração que as imagens são de "restos de um avião" que ele julga ter sido explodido por um terrorista, pois havia visto notícias na TV dos ataques às torres e ao Pentágono. Um memorial será inaugurado no local, com a presença do presidente Obama.

Documentos mostram que CIA e Kadafi cooperaram

Representantes da Human Rights Watch divulgam ter encontrado, no quartel-general de Moussa Koussa, ex-ministro do Exterior e chefe do serviço de inteligência do ditador Muamar Kadafi (foto), documentos que mostram que a CIA e o MI6, serviço secreto britânico, estiveram envolvidos na extradição ilegal de opositores líbios. Segundo a ONG, os prisioneiros islâmicos, suspeitos de terrorismo, teriam sido devolvidos clandestinamente à Líbia após o 11 de Setembro para serem interrogados e torturados - com o consentimento das agências americana e britânica. O ex-secretário do Exterior do Reino Unido, Jack Straw, negou na Câmara dos Comuns que estivesse a par dessas operações e o premiê David Cameron prometeu investigações.

QUA. 7/9

Bombeiros do 11/9 têm maior incidência de câncer Estudo na The Lancet vincula taxas ligeiramente mais altas de incidência de linfoma em bombeiros que participaram dos resgates dos ataques terroristas do 11 de Setembro no World Trade Center (8.927 homens), em comparação com os colegas que não participaram (926 homens). O número de casos de linfoma não Hodgkin (NHL) foi proporcionalmente mais alto nos bombeiros expostos.

EUA manterão 3 mil no Iraque após 2011

De acordo com a CNN, a Fox News e The New York Times, os assessores do presidente Barack Obama cogitam manter no Iraque cerca de 3 mil soldados depois de 2011, ano em que terminaria a retirada total das tropas americanas do país, segundo acordo bilateral. Os EUA têm 46 mil soldados no Iraque, atualmente. O Pentágono não confirmou a informação e ressaltou que ainda não tomou nenhuma decisão a respeito. Na terça-feira, o New York Times informou, em sua edição digital, que a missão desses militares seria treinar as forças locais. O jornal cita um alto oficial como fonte e afirma que a recomendação do secretário de Defesa, Leon Panetta (foto), implicaria manter um contingente de soldados muito menor do que sugeriu ao Pentágono há algumas semanas o general Lloyd Austin, comandante das forças americanas no Iraque, que propôs entre 14 mil e 18 mil. Panetta negou-se a confirmar as informações e os números mostrados pela imprensa.

QUI. 8/9

EUA vão vetar Estado Palestino na ONU

Apesar da campanha oficial lançada pelos palestinos pelo reconhecimento de seu Estado como membro da Organização das Nações Unidas, Washington reafirmou que vai vetar a iniciativa. A chamada "Campanha Nacional pela Palestina: 194º Estado" vai culminar com um pedido formal do presidente Mahmoud Abbas à ONU no próximo dia 20. Em maio, o presidente Barack Obama defendeu em pronunciamento a criação de um Estado palestino com fronteiras anteriores a 1967.

"NYT" divulga áudios dos ataques

O New York Times publica uma seleção de áudios do dia dos ataques do 11 de Setembro que trazem informações sobre os quatro voos sequestrados por terroristas. O material mostra a busca desesperada por informações sobre os aviões e a falta de coordenação entre as autoridades de aviação civil e militar. O relatório multimídia foi preparado por investigadores da comissão que apurou os acontecimentos do 11 de Setembro, mas nunca foi completado ou divulgado. São 114 áudios com conversas de controladores de tráfego aéreo, oficiais da Força Aérea, pilotos de caça, pilotos de companhias aéreas e até dois sequestradores. Alguns trechos foram divulgados em audiências públicas e julgamentos, ao longo dos últimos anos. O documento completo, incluindo as gravações, está sendo publicado pela Rutgers Law Review.

SEX. 9/9

EUA alertam para ameaça terrorista "verossímil"

O governo americano afirma ter recebido "informação verossímil" sobre uma possível ação terrorista que aconteceria até este domingo - quando se completam os dez anos dos ataques da Al-Qaeda ao país. A informação, repassada à imprensa pelo porta-voz do Departamento de Segurança Interna, Matt Chandler, dá conta de que os ataques estariam sendo preparados por três cidadãos norte-americanos supostamente aliciados pela organização terrorista. Os suspeitos teriam vindo recentemente do Afeganistão e teriam em seu poder os materiais necessários para a montagem de um caminhão-bomba ou um carro-bomba. O alvo seria Nova York ou Washington. Uma fonte policial disse que eles estão sendo procurados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.