O2, da Telefónica, vai vender celulares sem bateria na Inglaterra

A subsidiária britânica da espanhola Telefónica, a O2, não vai fornecer baterias junto com os dispositivos móveis que vender a partir de 2015, após um estudo piloto sugerir que 80 por cento dos consumidores comprariam celulares sem as baterias.

Reuters

18 de janeiro de 2013 | 13h52

A O2 estima que há 100 milhões de baterias sem uso no Reino Unido, e encorajou os concorrentes a tomarem medidas similares para que um dia todos os celulares sejam vendidos sem bateria.

As fabricantes de dispositivos móveis prometeram uma bateria comum para todos os smartphones em meio à pressão da Comissão Europeia em 2009, o que significa que os consumidores que compraram dispositivos recentemente não precisam de uma nova bateria de uma marca diferente.

Os clientes que queiram uma bateria junto com o aparelho terão que comprar uma nova a preço de custo, disse a O2.

(Por Clare Kane)

Mais conteúdo sobre:
TECHTELEFONICABATERIAS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.