Obama alerta para riscos à economia se lei não for aprovada

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, fez um apelo aos membros da Câmara dos Deputados para que aprovem um projeto que prorroga o financiamento de programas de transporte e infraestrutura, alertando que se isso não for feito haverá sérios danos à recuperação da economia do país.

JEFF MASON E JOHN CRAWLEY, REUTERS

24 Março 2012 | 13h08

O Senado dos EUA provou recentemente uma lei de transportes, mas matéria similar está parada na Câmara.

"Em questão de dias, o custeio será interrompido para todo o tipo de projetos de transporte. Canteiros de obras ficarão ociosos. Trabalhadores serão mandados para casa. E nossa economia sentirá o golpe", disse Obama em seu pronunciamento semanal de radio e Internet, transmitido neste sábado.

"Este Congresso não pode permitir que isso ocorra. Não num momento quando deveríamos estar fazendo tudo em nosso poder - democratas e republicanos - para fazer com que esta recuperação siga em frente."

Obama observou que 52 democratas e 22 republicanos apoiaram a versão aprovada no Senado.

"Agora cabe à Câmara seguir o exemplo, pôr de lado posições partidárias, encerrar o impasse e fazer o que é certo para o povo americano", afirmou.

Os republicanos da Câmara dizem querer que sejam incluídas na matéria medidas que contemplem os custos crescentes da energia.

A lei anterior para os transportes expirou em setembro de 2009. Depois disso, os programas que financiam estradas, pontes e projetos de trânsito, bem como a coleta de impostos sobre gás, vêm sendo mantidos em vigor por uma série de prorrogações temporárias.

Mais conteúdo sobre:
OBAMA ECONOMIA CONGRESSO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.