Obama diz que negros têm de assumir responsabilidade

O candidato democrata à Presidênciados Estados Unidos, Barack Obama, pediu na segunda-feira que osnegros assumam a responsabilidade de melhorar suas própriasvidas, mantendo a mensagem dura que tem sido bastante criticadapelos afro-americanos. Obama, que pode ser o primeiro negro a chegar à Presidênciado país, foi alvo de críticas do líder do movimento pelosdireitos civis Jesse Jackson, que afirmou na semana passada queObama "fala aos negros como se fosse superior". "Agora, eu sei que há quem diga que sou muito duro, falandode responsabilidade", disse Obama à Naacp, a mais antigaorganização pelos direitos civis dos Estados Unidos. "Estouaqui para dizer que não vou parar de falar nisso". Além de Jackson, outras pessoas criticaram Obama porabordar a questão dos pais ausentes em muitas famílias negras epedir aos homens negros que se envolvam mais com suas famílias. Ao citar isso, Obama costuma falar de sua própriaexperiência. Ele foi criado por uma mãe solteira, branca, epelos avós, depois que o pai queniano foi embora quando Obamatinha dois anos. Ele também fala às platéias negras que elas precisam passarmais tempo fazendo lição de casa com seus filhos e evitar queeles assistam muita televisão. Obama, que concorre contra o republicano John McCain,abordou o assunto em um discurso feito numa igreja no dia dospais (que ocorreu no mês passado nos Estados Unidos). O discurso sobre responsabilidade, na Naacp, foi aplaudidode pé. Mas, no mesmo discurso, Obama também enfatizou o queclassifica como fracasso de Washington e de Wall Street emtratar com os problemas econômicos que afetam os negros, como afalta de saúde acessível, educação pública inadequada edesigualdade de renda. "Temos de exigir mais responsabilidade de Washington. Temosde afastar aqueles interesses especiais e deixar que as vozesdo povo americano ressoem", disse Obama. "Temos de exigir maisresponsabilidade de Wall Street." "Mas, vocês sabem, também temos de exigir responsabilidadede nós mesmos", acrescentou. Jackson disse à CNN na semana passada que Obama dá"sermões" nas igrejas afro-americanas. "Eu disse que isso parece que ele fala como se fossesuperior aos negros. A mensagem moral deve ser mais ampla",disse Jackson.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.