Obama diz ver 'sinais positivos' no Egito e critica governo do Irã

Presidente americano diz ver nova geração pedindo mudanças no Oriente Médio.

Alessandra Corrêa, BBC

15 de fevereiro de 2011 | 15h06

Presidente americano diz ver nova geração pedindo mudanças

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse nesta terça-feira que está vendo "os sinais certos" vindos do Egito, onde os militares assumiram temporariamente o poder após a renúncia do presidente Hosni Mubarak, na última sexta-feira.

Durante entrevista coletiva nesta terça-feira, Obama também fez críticas ao governo do Irã por usar violência contra "manifestantes pacíficos".

Segundo Obama, o conselho militar que assumiu o governo egípcio já reafirmou seu compromisso em manter tratados internacionais firmados anteriormente e já se reuniu com a oposição para iniciar as discussões sobre reformas no país.

"Até agora temos visto sinais positivos", disse Obama, em uma coletiva de imprensa na Casa Branca.

Ao comentar as manifestações populares que levaram à queda de Mubarak no Egito, Obama disse ser "irônico" que o governo iraniano "finja celebrar" os acontecimentos egípcios quando responde com agressões a manifestações pacíficas dentro de seu próprio país.

Obama declarou apoiar os protestos realizados pela oposição iraniana na última segunda-feira e disse esperar que os manifestantes tenham a "coragem" de continuar a expressar seu desejo por maior liberdade.

Segundo o líder americano, uma nova e vibrante geração está pedindo por mudanças no Oriente Médio, e os governos da região precisam reconhecer a "fome de mudança" de suas populações.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.