Obama é eleito 1º presidente negro dos EUA

Projeção dá maioria de colégio eleitoral a democrata; McCain admite derrota.

Da BBC Brasil, BBC

05 Novembro 2008 | 04h06

O senador democrata Barack Obama foi eleito nesta terça-feira para a Presidência dos Estados Unidos e será o primeiro negro a assumir o cargo na história do país. Por volta das 3h30 (hora de Brasília), Obama havia conquistado pelo menos 338 votos no Colégio Eleitoral que definirá o novo presidente, superando a marca dos 270 votos necessários para garantir a vitória. O principal adversário do democrata, o republicano John McCain, conquistou pelo menos 155 votos. "Se há alguém por aí que ainda duvida que os Estados Unidos são o lugar onde todas as coisas são possíveis; que ainda se pergunta se o sonho dos pais de nossa nação está vivo em nossos tempos; que ainda questiona o poder de nossa democracia, hoje à noite veio a resposta", disse Obama no discurso da vitória em Chicago, onde construiu sua carreira política. "A estrada que temos adiante será longa. Nossa escalada será íngrime. Nós não vamos chegar lá em um ano ou mesmo em um mandato, mas, Estados Unidos - eu nunca estive mais esperançoso do que hoje à noite de que nós vamos chegar lá. Eu prometo a vocês - como povo, chegaremos lá." McCain reconheceu a derrota em um pronunciamento em sua base eleitoral, a cidade de Phoenix, no Estado do Arizona, após uma conversa telefônica com Obama. "O povo americano falou, e falou claramente", disse. "O senador Obama e eu apresentamos nossas diferenças e ele prevaleceu. Não há dúvida de que muitas dessas diferenças persistem. Estes são tempos difíceis, e eu prometi a ele nesta noite fazer tudo que estiver ao meu alcance para ajudá-lo a guiar-nos em meio aos inúmeros desafios que enfrentamos." Vitória em Estados-chave De acordo com projeções, Obama conseguiu o apoio da maioria dos Estados que deram respaldo aos democratas nas eleições presidenciais de 2004 e conquistou pelo menos seis Estados que haviam ficado com os republicanos naquela ocasião. Entre os triunfos mais significativos do democrata estariam os Estados de Ohio, Flórida, Colorado e Pensilvânia. Além desses Estados, ele teria vencido em Vermont, New Hampshire, Illinois, Delaware, Massachusetts, Maryland, Nevada, Connecticut, Maine, Nova Jersey, Michigan, Minnesota, Wisconsin, Nova York e Rhode Island. McCain, por sua vez, teria vencido pelo menos em Kentucky, Carolina do Sul, Oklahoma, Tennessee, Arkansas, Alabama, Kansas, Dakota do Norte, Dakota do Sul, Wyoming, Georgia, Louisiana, Virginia Oriental, Texas, Mississippi e Utah. Em Ohio e na Flórida, as mais recentes pesquisas de intenção de voto indicavam uma disputa muito apertada entre Obama e McCain. Pensilvânia e Colorado eram também considerados Estados-chave por serem populosos e não terem um eleitorado firmemente alinhado nem com os democratas nem com os republicanos. Até as 3h30, hora de Brasília, a apuração continuava em alguns Estados em que a disputa permanecia acirrada entre os dois candidatos. É o caso da Carolina do Norte, de Indiana e de Missouri. Alto comparecimento Todas as indicações são de que as eleições tiveram um comparecimento recorde dos eleitores às urnas, num país em que o voto não é obrigatório. Vários Estados considerados cruciais nesta eleição - entre eles Ohio e Missouri - informaram que houve um alto comparecimento e houve longas filas do lado de fora de centros de votação durante o dia. A expectativa era de que 130 milhões de americanos votassem. Se o número se confirmar, esta terá sido o pleito americano com maior participação de eleitores desde 1960. As autoridades no Missouri - um Estado que há anos costuma eleger o candidato que no final acaba conquistando a Casa Branca - informaram que o comparecimento foi "sem precedentes". Em Ohio, a expectativa era de que 80% dos inscritos fossem às urnas. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.