Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Obama propõe plano de US$ 75 bi para estimular economia dos EUA

Em meio à crescente preocupação sobrea piora da economia norte-americana, o candidato presidencialdos Estados Unidos Barack Obama propôs neste domingo um planode estímulo econômico de 75 bilhões de dólares. O plano incluiria um depósito imediato de 250 dólares emcrédito de impostos para trabalhadores, que poderia dobrar se aeconomia piorar, um suplemento de 250 dólares (efetuado umaúnica vez) nos pagamentos da seguridade social, um fundo de 10bilhões de dólares para ajudar proprietários de casas sob riscode execução da hipoteca e um fundo de 10 bilhões de dólarespara amparar Estados que enfrentam queda no orçamento,decorrente da redução no volume de impostos recolhidos. "Nós precisamos desse corte de impostos da classe médiaagora mais do que nunca, não daqui a cinco meses ou daqui acinco semanas, mas agora", disse Obama num comunicado. "Estouanunciando um plano para revigorar a economia ao colocardinheiro nos bolsos daqueles que mais precisam dele e vãogastá-lo rapidamente." O escritório do senador do Illinois apresentou as propostasno início de um dia de campanha em Nevada, que realizará apróxima primária dos democratas, no sábado. Sua principal rival, a senadora pelo Estado de Nova YorkHillary Clinton, apresentou na sexta-feira um pacote deestímulo à economia que, segundo disse, seria de 70 bilhões dedólares. Seu plano pôs mais ênfase na ajuda às famílias semcondições de pagar as prestações da casa -- questão importanteem Nevada, onde as placas de "vende-se" são comuns nasresidências de Las Vegas, a maior cidade do Estado. O plano dela inclui 10 bilhões de dólares para ajudar quemnão conseguiu encontrar emprego depois de seis meses de busca.Também propõe o pagamento de 250 dólares em crédito imediatopara 150 milhões de trabalhadores e outros 250 dólares até trêsmeses depois se a taxa de desemprego do país aumentar.

ADAM TANNER, REUTERS

13 de janeiro de 2008 | 18h32

Tudo o que sabemos sobre:
EUAELEICAOOBAMAECONOMIA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.