Objetivo Integrado sobe para 3º no ranking do País

Colégio afirma ao Inep que 43 alunos haviam feito a prova - e não 56, como consta no MEC - e média geral aumenta

ESTADO.EDU, O Estado de S.Paulo

05 de outubro de 2011 | 03h03

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) modificou o resultado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2010, por escolas, após algumas instituições terem solicitado "esclarecimentos ou reconsiderações de notas".

Com a mudança, a nota do Colégio Objetivo Integrado, de São Paulo, foi corrigida de 715,95 para 753,92 e a escola passou da 22.ª para a 3.ª posição na lista das melhores médias do Enem no País. No Estado de São Paulo, o Objetivo Integrado ultrapassou o Colégio Vértice (743,75 pontos) e agora está no 1.º lugar da lista.

Um dia após a divulgação do ranking, o Objetivo Integrado encaminhou ofício ao Inep em que afirmava que 43 alunos haviam feito o Enem 2010 - e não 56, conforme constava na relação divulgada pelo Ministério da Educação (MEC). Com a retirada da nota dos 13 alunos, a média da escola subiu.

Outros dois colégios - o Itacorubi, de Florianópolis, e o Colégio Einstein, de Goiânia - também tiveram aprovados pedidos de revisão de nota. O Inep não informou quantas escolas pediram correção nem quais os novos índices desses colégios.

Para João Carlos Di Genio, diretor do Objetivo Integrado, a correção foi "elogiável". "É bom corrigir, ter a coragem de mudar", disse. Di Genio diz não saber por que o Inep errou, incluindo 13 alunos a mais. O Inep não se pronunciou sobre o assunto.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.