Objeto desafia atual classificação científica

Um objeto do tamanho de um planeta, circulando em órbita de uma estrela anã marrom, é jovem demais para se encaixar nas teorias atuais sobre formação de planetas, segundo pesquisadores que avistaram o astro com o telescópio Hubble. Com massa até dez vezes maior que a de Júpiter, o astro teria se formado há 1 milhão de anos.

, O Estado de S.Paulo

07 de abril de 2010 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.