Objetos de PMs foram roubados no RJ após confronto

Três pessoas ficaram feridas e a sede de uma Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) foi incendiada durante confronto entre traficantes e policiais militares no Complexo do Lins, na zona norte do Rio, na noite de ontem.

THAISE CONSTANCIO, Estadão Conteúdo

23 de outubro de 2014 | 20h29

Durante o confronto, um policial que atua no UPP do Complexo do Lins foi baleado no pé e levado ao Hospital Naval Marcílio Dias, no Lins. Um adolescente de 17 anos foi ferido na perna e operado no Hospital do Andaraí, no bairro de mesmo nome, na zona norte. Um jovem de 22 anos foi atingido na barriga e levado para o Hospital Salgado Filho, no Méier, também na zona norte.

Durante o confronto, os bandidos lançaram coquetéis molotov e incendiaram dois contêineres que funcionavam como sede da UPP, em um acesso ao Morro da Cachoeirinha, uma das favelas do conjunto. Uma viatura da PM foi apedrejada. O Corpo de Bombeiros foi chamado e controlou as chamas nos contêineres. Objetos que pertenciam aos policiais foram roubados.

A policiamento na região foi reforçado nesta quinta-feira, com apoio de outras UPPs e dos batalhões de Operações Especiais (Bope) e de Choque. Entre os moradores da região, o clima era de apreensão. Dois homens que carregavam uma quantidade não informada de drogas foram presos e encaminhados para a 26ª DP (Todos os Santos). Um adolescente foi apreendido e levado para 25ª DP (Engenho Novo).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.