Obra desaba na zona leste de SP e deixa ao menos um morto

Acidente ocorreu na Avenida Pires do Rio; bombeiros procuram mais vítimas, além das 4 já retiradas do local

Elvis Pereira, estadao.com.br

05 de setembro de 2008 | 17h13

Ao menos uma pessoa soterrada após a laje de um imóvel desabar na tarde desta sexta-feira, 5, em São Miguel, na zona leste de São Paulo, morreu, segundo a Secretaria Municipal de Saúde (SMS). Ao todo, até as 19 horas, o Corpo de Bombeiros havia retirado quatro vítimas dos escombros. Catorze equipes da corporação continuam vasculhando o terreno para verificar se há mais vítimas. A SMS corrigiu o número de vítimas do acidente, antes informado como cinco pessoas soterradas e, destas, duas mortas.    Foto: Ernesto Rodrigues/AE   Além da morte confirmada, duas pessoas deram entrada no Hospital Tide Setúbal por volta das 16h30. Um homem de 43 anos sofreu ferimentos leves e deve receber alta ainda nesta noite. Uma senhora de 78 anos, vizinha do local do acidente, sentiu-se mal e, após ficar em observação, foi liberada.   O Hospital Santa Marcelina recebeu Daniel Olivera, cuja idade seria 43 anos. Segundo a assessoria do hospital, ele estava consciente e seria submetido a exames. Até o momento, não há informações sobre o estado da vítima levada ao Hospital das Clínicas.   O desabamento ocorreu pouco antes das 16 horas. A Subprefeitura de São Miguel Paulista informou que o projeto da construção do imóvel comercial - formado por subsolo, térreo e primeiro andar - foi aprovado. Portanto, a obra está em situação regular. Com a interdição total da Avenida Pires do Rio, na altura do número 725, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) montou um desvio pela Rua João Cândido Vieira.   Atualizado às 20h21 para atualização de informações

Tudo o que sabemos sobre:
desabamentosobradoSão Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.