Obras da Estação Pinheiros do Metrô em SP serão retomadas

Embargo que impedia a continuidade nas obras foi retirado nesta quinta pela Delegacia Regional do Trabalho

Carina Urbanin, Agência Estado

08 de maio de 2008 | 19h40

A construção da estação Pinheiros da Linha 4-Amarela do Metrô será retomada na próxima semana, segundo o Consórcio Via Amarela, empresa responsável pelas obras. O consórcio informou que a Delegacia Regional do Trabalho (DRT-SP) suspendeu, nesta quinta-feira, 8, o embargo que impedia a continuidade da obra, paralisada após um desabamento em janeiro de 2007, que deixou sete mortos.   Veja também: Especial - A maior tragédia do metrô    Em março, o Consórcio Via Amarela divulgou um relatório apontando que o acidente foi causado por uma rocha de 15 mil toneladas, não detectada durante o projeto. De acordo com a Via Amarela, há aproximadamente dez dias a empresa havia recebido liberação do Ministério Público para que as obras fossem retomadas. Porém, era necessário também a liberação do DRT-SP.     Cratera   No dia 12 de janeiro de 2007, o desastre na estação Pinheiros do Metrô deixou sete mortos. O laudo do Instituto de Pesquisas Tecnológicas sobre as causas do acidente demorou mais de um ano para ficar pronto.   Em dezembro, quando as escavações alcançaram o topo do túnel que se rompeu, o IPT começou a trabalhar na chamada "arqueologia" do acidente. São feitos cortes verticais no solo, para preservar o máximo de provas. Foi dessa maneira que a rocha foi descoberta.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.