Obras da usina Teles Pires devem começar até outubro, diz PAC2

As obras da usina hidrelétrica (UHE) Teles Pires (MT) deverão ser iniciadas até 30 de outubro deste ano, de acordo com o Programa de Aceleração do Crescimento 2 (PAC2) apresentado nesta sexta-feira.

REUTERS

29 de julho de 2011 | 16h55

Para isso, a licença de instalação da usina terá que ser emitida pelo Ibama até 19 de agosto deste ano.

Localizado no rio de mesmo nome, a usina Teles Pires tem entrada em operação prevista para maio de 2015. A usina de 1.820 megawatts (MW) é de responsabilidade do Consórcio Hidrelétrica Teles Pires, do qual participam as empresas Neoenergia (50,1 por cento), Odebrecht (0,9 por cento), Eletrosul (24,5 por cento) e Furnas (24,5 por cento), essas duas últimas controladas pela Eletrobras.

O balanço do PAC também que considera que 76 por cento das obras de energia do estão com andamento "adequado", 9 por cento estão em estado de atenção e 1 por cento em estado preocupante, no critério que considera a quantidade de ações.

Segundo o PAC, 14 por cento das obras do setor de energia no programa estão concluídas.

A apresentação divulgada pelo governo com a atualização dos dados da obra detalha apenas os projetos que estão em operação ou tem obras em estágio "adequado".

Entre estas, está a usina hidrelétrica (UHE) Belo Monte, que teve as obras iniciadas em junho. Segundo o balanço, a hidrelétrica localizada no rio Xingu deverá ter 3 por cento por cento das obras concluídas até o fim do ano. A usina tem entrada em operação prevista para 20 de fevereiro de 2015.

No rio Madeira, a UHE Jirau também tem obras em ritmo "adequado", segundo o plano. Com 55,4 por cento das obras concluídas, atualmente, o empreendimento terá que executar até 60 por cento das obras até dezembro deste ano.

As obras da usina foram paralisadas no início de 2011, depois que funcionários que trabalhavam no empreendimento se rebelaram e alojamentos foram destruídos.

Segundo o balanço do PAC, atualmente, a concretagem das estruturas principais e a montagem eletromecânica das turbinas está em andamento. O início da operação está previsto para janeiro de 2013.

Outro empreendimento no rio Madeira, a UHE Santo Antônio, tem 51,1 por cento das obras realizadas. A operação comercial da primeira unidade geradora está marcada para 31 de dezembro deste ano.

O plano ainda menciona que a usina termelétrica nuclear Angra III está em ritmo de obras adequado, com 10,9 por cento de realização. A previsão para conclusão é dezembro de 2015.

(Por Anna Flávia Rochas; Edição de Carolina Marcondes)

Tudo o que sabemos sobre:
ENERGIAPAC2*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.