OCDE diz que G20 deve pressionar EUA por solução de abismo fiscal

O grupo das 20 principais economias do mundo deve pressionar os Estados Unidos sobre os cortes automáticos de gastos e aumento nos impostos que ameaçam o país e o crescimento global, disse o secretário-geral da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) no sábado.

Reuters

04 de novembro de 2012 | 10h07

Jose Angel Gurria também disse que estava otimista de que o Congresso dos EUA chegará a um acordo para evitar o chamado abismo fiscal de 600 bilhões de dólares, em cortes de gastos e aumento nos impostos que devem iniciar em 1o de janeiro.

Gurria, que está no comando da OCDE desde 2006, também disse que a Europa deveria dar as boas-vindas a qualquer pedido de resgate espanhol.

"Se a Espanha decidir, devemos emitir sinais fortes de boas-vindas e que o sistema estaria preparado para apoiar um membro da família", disse ele, referindo-se à Europa.

Nos últimos nove meses, a Espanha está no foco principal da crise da dívida na zona do euro que já dura três anos, e já obteve uma linha de crédito de até 100 bilhões de euros (128,450 bilhões de dólares) para seus bancos.

(Por Alexandra Alper)

Tudo o que sabemos sobre:
G20OCDEABISMOFISCAL*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.