Oferta baixa eleva preço do milho

Conforme levantamento do Cepea, valorização passou de 15% em dezembro; tendência de alta continua

Jane Miklasevicius, O Estado de S.Paulo

07 Janeiro 2009 | 02h33

Apesar da fraca comercialização do milho, o mercado interno registrou alta de mais de 15% nos preços do cereal em dezembro. A valorização é reflexo da pequena oferta, que prossegue neste mês de janeiro. Para conseguir comprar, consumidores tiveram de elevar suas propostas.Levantamento do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea) aponta alta de 15,68% nos preços do milho em Cascavel (PR) desde 3 de dezembro. O município é um dos mais afetados pela estiagem no último mês. Os preços também subiram mais de 10% em outras regiões do Estado, como no norte (15,27%) e no sudoeste (11,14%).EXPORTAÇÕESAs exportações brasileiras de milho voltaram a crescer em dezembro, mas no acumulado do ano de 2008 o volume embarcado foi 41,2% menor que no ano anterior. Segundo a Secretaria de Comércio Exterior, do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, o Brasil exportou em 2008 6,413 milhões de toneladas de milho, ante 10,9 milhões de toneladas em 2007. O recuo nas vendas se deve à recuperação da produção de grãos em países europeus, o que se refletiu numa demanda menor pelo produto brasileiro. Em dezembro, no entanto, os embarques do cereal para o exterior cresceram 76% na comparação com novembro.

Mais conteúdo sobre:
milhosafra

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.