OGX perfurará 1o poço em bloco comprado da Petrobras neste ano

A OGX, petrolífera do grupo do empresário Eike Batista, prevê perfurar até o final de 2013 o primeiro poço produtor no bloco BS-4, na bacia da Santos, segundo informação que consta de apresentação a investidores divulgada pela empresa nesta quarta-feira.

Reuters

27 de março de 2013 | 11h28

A empresa da holding EBX comprou, ao final de novembro, 40 por cento de participação que a Petrobras tinha no ativo, por 270 milhões de dólares. O bloco inclui as áreas conhecidas como Atlanta e Oliva.

A Queiroz Galvão Exploração e Produção S.A. é a operadora da concessão, com participação de 30 por cento. A Barra Energia do Brasil Petróleo e Gás tem fatia de 30 por cento na área.

Segundo informou na época a OGX, Atlanta e Oliva possuem óleo do tipo pesado, com 14º a 16º API, e estão localizados a 185 quilômetros da costa brasileira, em lâmina d'água de aproximadamente 1.500 metros.

Após a aquisição da participação no Bloco BS-4, a empresa revisou o orçamento de investimento em 2013 de 1,2 bilhão de dólares para 1,3 bilhão de dólares.

A companhia reportou na noite de terça-feira um prejuízo líquido de 286 milhões de reais no quatro trimestre de 2012, ante prejuízo de 332,6 milhões de reais no mesmo período de 2011.

Após abrir o pregão em queda nesta quarta-feira, as ações da OGX passaram a subir no fim da manhã. Às 11h25 os papéis ordinários da companhia operavam em alta de 3,9 por cento. No mesmo horário o Ibovespa tinha leve alta de 0,07 por cento.

Executivos da OGX comentarão os resultados da empresa em teleconferência agendada para as 12h desta quarta-feira.

(Por Roberto Samora)

Tudo o que sabemos sobre:
PETROLEOOGXPOCO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.