Oito dias após extrair tumores, Alencar deixa UTI

O vice-presidente da República, José Alencar, deixou nesta segunda-feira a Unidade de Terapia Intensiva do Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, onde submeteu-se há oito dias a uma cirurgia para retirada de tumores na região do abdome. "O paciente foi transferido para a Unidade Crítica Coronariana onde dará continuidade à sua recuperação. Seu estado geral é de boa evolução, ele alimenta-se por via oral e conversa normalmente", afirma boletim médico divulgado no final da manhã. De acordo com o hospital, foi feita a retirada de uma porção do intestino delgado, uma parte do intestino grosso e de dois terços do ureter (canal que leva a urina do rim à bexiga), comprometidos pelo tumor. O ureter foi substituído por uma parte do intestino delgado. A cirurgia levou 17 horas. Mineiro de Itamuri, Alencar, 77, é industrial do setor têxtil e fundador da Coteminas. Ele luta contra o câncer desde 1997 e já passou por muitas cirurgias -- a anterior foi realizada em setembro do ano passado, quando retirou três tumores. (Por Eduardo Simões)

REUTERS

02 de fevereiro de 2009 | 13h52

Tudo o que sabemos sobre:
POLITICAALENCARSAIUTI*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.