OMS diz que surto de bactéria na Europa é ''muito severo''

Chega a 16 o número de óbitos, e autoridades não sabem origem da contaminação; 8 países têm casos suspeitos

,

01 Junho 2011 | 12h24

BERLIM

O surto da variante da bactéria E. coli encontrada em pepinos e outras hortaliças, que já matou 16 pessoas, contaminou mais de 350 e elevou para mais de 2 mil os casos suspeitos em oito países - Espanha, Holanda e Estados Unidos se juntaram ontem a Grã-Bretanha, Bélgica, França, Alemanha, Dinamarca e Suécia -, foi classificado ontem como "muito severo" pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Mais dois óbitos foram registrados, um deles na Suécia - o primeiro fora da Alemanha, que concentra a maioria dos casos.

"Não sabemos qual é a origem do problema, mas estamos pedindo que todos os países fiquem em alerta e cooperem com as investigações", afirmou a médica Hilde Kruse, gerente do programa de segurança alimentar da OMS. A variante da bactéria causa infecção gastrointestinal grave, afetando o sangue, os rins e o sistema nervoso.

Após a suspeita inicial de que o surto teria origem em plantações de pepinos do sul da Espanha, autoridades alemãs anunciaram que as análises evidenciaram que a variante da bactéria nos pepinos espanhóis não coincide com a encontrada nos pacientes contaminados por pepinos comprados em Hamburgo.

Drama. Um hospital na Suécia anunciou a morte de uma mulher de cerca de 50 anos que havia sido internada no domingo, depois de uma viagem para a Alemanha. Em Hamburgo, um conselho anunciou a morte de uma mulher de 87 anos que também sofria de outros males.

No Brasil, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) acompanha a contaminação na Europa por meio da rede Infosan, da Organização Mundial da Saúde (OMS). Segundo o órgão, até agora não há nada que indique a necessidade de adoção de medidas especiais. / EFE

Sem pepino

A fundista espanhola Elena Espeso viajou para Hamburgo para correr uma prova de maratona e acabou no hospital. Contaminada pela bactéria E. Coli há nove dias, ela assegura que não comeu pepino em solo alemão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.