Onda de calor faz vítimas fatais na Grécia e na Romênia

A Grécia, onde o calor já é extremo, caminha para registrar o mês de junho mais quente de sua história. Temperaturas em partes do sudeste da Europa superam os 40º C

Agencia Estado

26 de junho de 2007 | 16h55

Uma onda de calor matou duas pessoas na Grécia e fez outras seis vítimas fatais na Romênia no momento que as temperaturas atingiam a marca dos 46º C em algumas regiões do sudeste da Europa. A Grécia, que enfrenta as maiores temperaturas, caminha para registrar o mês de junho mais quente de sua história. O governo grego ordenou que os órgãos oficiais funcionem durante meio período na terça e na quarta-feira, fechando na hora do almoço, a fim de reduzir o consumo de energia e permitir que as pessoas fiquem ao ar livre no momento mais quente do dia. Os meteorologistas alertaram que as temperaturas podem subir para 40º C em Bucareste (capital da Romênia), na terça-feira, 26, chegando a seu patamar mais alto dos últimos 90 anos. Segundo dados do Ministério da Saúde divulgados na segunda-feira, 25 pessoas já morreram devido ao calor deste ano. Em toda a capital romena, crianças podiam ser vistas nadando no rio Dambovita e em fontes de água, algumas se agarrando a garrafas de plástico vazias para ficar à tona. O clima quente deve durar todo o verão, afetando as safras de cereais e a produção de energia hidrelétrica. Mas as temperaturas devem cair para menos de 30º C a partir de quarta-feira, 27, disseram meteorologistas. A onda de calor espalhou-se por todo o leste do Mediterrâneo, e a ilha de Chipre foi um dos locais mais afetados. As temperaturas ali ficaram em torno de 43º C na segunda-feira. Uma pessoa morreu nesse dia, na cidade de Limassol (sul da ilha), supostamente devido ao excesso de calor, disseram autoridades. No Reino Unido, casas e estradas foram alagadas e o nível dos rios subiu de forma ameaçadora na segunda-feira enquanto chuvas torrenciais e ventos fortes castigavam várias áreas. A chuva atrasou o começo do torneio de tênis de Wimbledon, em Londres, nesta segunda-feira.

Tudo o que sabemos sobre:
caloreuropamortes

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.