Ônibus cai em canal do Egito e deixa ao menos 47 mortos

Pelo menos 47 pessoas morreram e 10 ficaram feridas na província central egípcia de Minya neste domingo, quando um ônibus mergulhou em um canal, de acordo com a agência estatal de notícias Mena. O ônibus estava levando perto de 70 passageiros no momento do acidente, segundo a agência de notícias, e fontes ligadas à área de segurança informaram a expectativa de que o número de mortos aumente assim que os mergulhadores finalizarem a busca dos corpos. Uma fonte disse que o motorista, que sobreviveu, disse que havia desviado para evitar a colisão com um carro e acabou por levar o ônibus para dentro do Canal Ibrahimiya, um dos maiores canais de irrigação do mundo, mas a agência Mena disse que motorista perdeu o controle do ônibus enquanto tentava ultrapassar outro veículo. A maior parte das mortes foi por afogamento, segundo uma das fontes da área de segurança. Estradas em precárias condições e sem obstáculos são a principal causa dos acidentes no Egito. O governo começou um esforço para implantar um novo código de trânsito em agosto, mas depois de um começo de tomada de posição, parece não ter havido muito progresso no assunto e as ruas permanecem caóticas. (Por Aziz El-Kaissouni)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.