Ônibus desgovernado atropela 12 e mata 5 em cidade do MA

Ao menos outras sete pessoas ficaram feridas e foram levadas ao hospital de Açailândia, no interior do Estado

Wilson Lima, especial para O Estado de S.Paulo

23 de setembro de 2008 | 13h00

Cinco pessoas morreram e outras sete ficaram feridas após serem atropeladas por um ônibus na cidade de Açailândia (MA), distante cerca de 450 km de São Luís. O acidente ocorreu por volta das 22 horas de segunda-feira, 22, no templo central da Igreja Assembléia de Deus do município, localizada às margens da BR-222, no bairro Conjunto Residencial Progresso-II.   No acidente, morreram Diomar da Conceição, Inácio da Conceição Silva, Francisca Maria da Conceição, Maria Linduína Silva e Sabrina da Conceição Nascimento, de apenas 6 anos de idade. Mais sete pessoas foram hospitalizadas com luxações e ferimentos leves no hospital Municipal de Açailândia. Apenas duas seguem internadas, mas não correm risco de perder a vida.   De acordo com informações da Polícia Civil de Açailândia, aproximadamente cem pessoas estavam no pátio da igreja, após a reunião semanal de congregações do município, quando um dos cinco ônibus contratados para fazer o transporte dos religiosos, ao fazer uma manobra, teve um problema nos freios e invadiu o pátio do templo. O motorista do veículo, identificado pela polícia como Plorisvaldo Rodrigues Moreira, abandonou o ônibus após o acidente e continua foragido.   O delegado regional de Açailândia, Eduardo Galvão, informou que além dos problemas nos freios, também há indícios de que o motorista do ônibus estivesse sob efeito de bebida alcoólica. A Polícia Civil abriu inquérito para investigar o caso.   Atualizado às 18h40 para correção de informações. Anteriormente publicamos que oito pessoas haviam morrido e dez ficado feridas no acidente.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.