Ônibus em Florianópolis permanece com horário restrito

O transporte coletivo em Florianópolis permanecerá com horários restritos e esquema especial de segurança por tempo indeterminado. Com a abertura do ano letivo, os ônibus passam a circular a partir das 5h30 às 19 horas, diariamente, embora tenha diminuído a frequência de ataques na capital catarinense e região.

JÚLIO CASTRO, Agência Estado

18 de fevereiro de 2013 | 18h40

O serviço, nas chamadas linhas sociais - cerca de 15 - que atendem aos morros, permanecerá com o acompanhamento de escolta da Polícia Militar e Guarda Municipal. Nas demais, linhas de longa distância e intermunicipais, há escolta. Das 19 horas às 23 horas, o fluxo de ônibus será reduzido com os veículos saindo do Terminal do Centro (Ticen) em comboio, sempre acompanhados por escolta da PM.

Desde o dia 13 de fevereiro que nenhum atentado é registrado em Florianópolis. "Estamos confiantes que a situação a partir de agora deve se normalizar. Acredito que em muito breve o sistema passe a operar dentro da normalidade", comenta Valdir Gomes, presidente do Sindicato das Empresas de Transporte Urbano de Florianópolis (Setuf). Representantes de ônibus, da prefeitura e da Polícia Militar vão manter reuniões diárias para avaliar o andamento do plano de ação voltado a garantir a segurança dos passageiros, motoristas e cobradores.

A sensação de insegurança combinada com a limitação de horários das linhas que atendem a região do bairro Trindade, onde está instalada, fez a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) suspender o início das aulas do período noturno. Desde o início das ações criminosas provocadas pelos integrantes da facção Primeiro Grupo Catarinense (PGC), no dia 30 de janeiro, já foram incendiados 43 ônibus em Santa Catarina, sendo seis em Florianópolis.

Tudo o que sabemos sobre:
atentadosSCtransporte

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.