ONU obtém permissão de Mianmar para fazer vôo humanitário

As Nações Unidas disseram naquarta-feira que obtiveram permissão para mandar suprimentos deemergência a Mianmar, atingida por um ciclone, mas seus agentesainda esperam a emissão de vistos para entrar no país. "O governo concedeu a autorização à ONU para que entregueitens de emergência a Mianmar", disse Elisabeth Byrs, porta-vozdo Gabinete da ONU para a Coordenação de Assuntos Humanitárias.(GCAH) "Eles também podem autorizar uma pequena equipe da GCAH aescoltar o vôo com os itens", disse Byrs, ressaltando que o vôopartiria "o mais rápido possível". O carregamento vem de um depósito da ONU em Brindisi,Itália, e inclui barracas, tabletes purificadores de água,geradores, lençóis de plástico, jogos de cozinha e cobertorespara os sobreviventes do desastre que deixou, segundo asestimativas, quase 22.500 mortos e 41 mil desaparecidos. O governo militar de Mianmar mandou helicópteros paraatirar alimentos e água para os habitantes do delta deIrrawaddy, onde vilarejos inteiros foram destruídos pelatempestade. O Programa Alimentar Mundial da ONU, que começou a estocarcomida para Mianmar antes da passagem do ciclone, na sexta e nosábado, está distribuindo arroz na capital do país, Yangon. Byrs disse que cinco membros da ONU especializados emadministração de desastres estão na Tailândia porque ainda nãoreceberam vistos de entrada de Mianmar. Outras agências internacionais e da ONU também aguardam aemissão de vistos de entrada no país, que faz fronteira comChina, Índia, Bangladesh, Laos e Tailândia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.