Operação anticorrupção policial prende 10, no Rio

Ao menos 10 pessoas, entre eles três policiais civis, foram presas hoje, durante uma operação contra corrupção policial em carceragens no Rio de Janeiro. Além das prisões, também estão sendo executados 16 mandados de busca e apreensão. Entre os presos está o delegado chefe do Núcleo de Controle de Presos (Nucop), Renato Soares Vieira. Os outros policiais detidos são Antônio Carlos de Jesus Fernandes e Geraldo Gontijo Farias. Lúcio Paulo Nunes Ribeiro e Francisco Guilherme Araújo de Azevedo estavam em liberdade condicional e foram presos. Foi presa também a funcionária terceirizada da Polícia Civil, Tamires Santiago da Silva.

SOLANGE SPIGLIATTI, Agência Estado

08 de novembro de 2011 | 10h34

Entre os envolvidos que já estavam presos nos Presídios Ary Franco estão Igor Filipek, Zuelandres Batista dos Santos Filho, e na Polinter do Grajaú foi cumprindo mandado de prisão contra Claudemir de Souza Ferreira, e na Polinter de Neves contra Luis Flávio Júnior.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública do Rio, investigações levaram a decretação de prisão preventiva de 16 pessoas, das quais nove policiais civis (sendo um delegado). Todos são integrantes de uma quadrilha que atuava na DC Polinter, base de Friburgo. A base de Friburgo já havia sido desativa há cerca de dois meses, como parte da investigação.

Todos os envolvidos serão indiciados nos crimes de formação de quadrilha, usurpação de função pública, prevaricação. Alguns dos envolvidos também serão acusados do crime de concussão (extorsão praticada por funcionário público no exercício da função).

Tudo o que sabemos sobre:
operação policialprisõesRio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.