Operação contra tráfico prende alunos do Mackenzie

A Polícia Civil deteve 20 pessoas por porte de drogas - maconha, cocaína e lança-perfume - nesta tarde em Higienópolis, região central de São Paulo. Segundo o delegado Osvaldo Nico Gonçalves, o grupo é formado por estudantes da Universidade Mackenzie e da Escola de Enfermagem da Santa Casa. As investigações da polícia duraram 30 dias e foram feitas nos bares das ruas Doutor Cesário Mota Júnior e Maria Borba, no centro da capital paulista.

JULIA BAPTISTA, Agência Estado

18 de junho de 2010 | 19h04

Investigadores se infiltraram entre os estudantes, usuários e traficantes. As incursões permitiram identificar os principais fornecedores de drogas e o uso constante dos entorpecentes pelos jovens. Os policiais registraram as imagens da movimentação. As pessoas foram autuadas por porte e tráfico de drogas.

Diante do caso, a universidade divulgou a seguinte nota: "O Mackenzie tomou ciência dos fatos ocorridos na Rua Maria Borba, local onde a polícia efetuou uma blitz. Destacamos que o episódio aconteceu fora das dependências do campus e, portanto, a instituição não tem ingerência em ações ocorridas em espaço público. O Mackenzie habitualmente desenvolve campanhas antidrogas em seus campi, com o objetivo de orientar os alunos sobre os malefícios no uso de drogas tanto ilícitas, quanto lícitas."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.