Operação prende 15 PMs suspeitos de tráfico no RS

A Operação Laçador, da Brigada Militar (a Polícia Militar gaúcha), em conjunto com o Ministério Público (MP) do Rio Grande do Sul, prendeu hoje 21 pessoas, entre elas 15 policiais militares, acusados de tráfico de armas e munições. Segundo a investigação, o grupo vinha agindo na região metropolitana de Porto Alegre. A Operação Laçador foi batizada com esse nome em virtude do alvo das investigações ser um homem de apelido "Gaúcho", que comercializava munições.

SOLANGE SPIGLIATTI, Agencia Estado

05 de agosto de 2009 | 12h13

O promotor de Justiça Ricardo Herbstrith, que coordenou a investigação, disse que as apurações em torno do tráfico de armas e munições foram feitas durante cinco meses. A ação, que apreendeu farta munição, equipamentos para recarga de calibres proibidos e munição especial com capa de teflon utilizada em assaltos a bancos, teve como ponto central o bairro Jardim Planalto, na zona norte da capital do Estado, onde morava "Gaúcho".

Os PMs detidos foram encaminhados ao Batalhão de Guarda da Brigada Militar e os civis, para o Presídio Central. Herbstrith ainda não sabe a procedência das armas de calibre .357, pistola automática .40 e outras armas recolhidas na operação. Os mandados de busca e apreensão e de prisão, expedidos pela 1ª Vara Criminal do Fórum do Alto Petrópolis, foram cumpridos pelos agentes da Promotoria Especializada Criminal, do Comando Policial da Capital e do Batalhão de Operações Especiais da Brigada Militar.

Mais conteúdo sobre:
operaçãoPMstráficoRS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.