'Operação Tufão' prende 14 pessoas no Rio e em SP

Ação foi realizada para prender o principal fornecedor de drogas na Lapa, no centro do Rio

estadão.com.br,

28 Março 2012 | 23h10

SÃO PAULO - Subiu para 14 o número de pessoas presas durante a Operação Tufão, realizada contra tráfico de drogas e roubos em vários bairros de São Paulo e do Rio de Janeiro nesta quarta-feira, 28. Um suspeito morreu baleado na zona norte carioca, após os policiais serem recebidos a tiros.

De acordo com a Polícia Civil do Rio, a operação foi desencadeada para prender Nilson Roger da Silva de Freitas, o "Roger do Jacaré", apontado como o principal fornecedor de drogas na Lapa, no centro do Rio. As investigações, iniciadas em 2009, apontavam que os entorpecentes vinham de Foz de Iguaçu (PR), passando por São Paulo e eram enviados para a favela do Jacarezinho em veículos pequenos.

Durante a incursão na favela para cumprir parte dos 20 mandados de prisão e 25 de busca e apreensão, os policiais trocaram tiros com traficantes e um suspeito foi baleado. Ele chegou a ser levado para o Hospital Salgado Filho, no Meier, mas não resistiu. Com ele foi encontrada uma pistola, segundo a Polícia Civil fluminense.

Uma moradora da comunidade também foi baleada nas costas, quando saía da comunidade, durante o tiroteio, e foi levada para o mesmo hospital. Não há informações sobre o estado de saúde dela. Um agente da Core foi baleado de raspão, sem gravidade.

Além de Jacarezinho, os cerca de 100 agentes das delegacia de Roubos e Furtos (DRF), de Tanque (41ª DP) e especializadas de São Paulo realizaram a ação nos bairros de Engenho da Rainha, Benfica e Higienópolis, na zona norte do Rio; em Belford Roxo, Seropédica e Cabo Frio, cidades da Baixada Fluminense; em Campinas e Carapicuíba, no interior de São Paulo; e Freguesia do Ó, na zona norte da capital paulista.

Mais conteúdo sobre:
OperaçãoTufãoprisões

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.