Operários tomam gerente como refém após demissão na França

Fábrica de sorvete anuncia corte de 250 vagas; polícia libertou funcionário

Chris Mason, BBC

16 de janeiro de 2008 | 03h05

A polícia na França invadiu uma fábrica de sorvete para libertar um gerente britânico mantido como refém por seus subordinados por quase 18 horas.Prakash Patel foi retido em seu escritório na cidade de Saint Dizier, no leste do país, depois que foi anunciado que 250 vagas seriam cortadas na fábrica, que pertence ao gigante anglo-holandês da área alimentícia Unilever.Ele estava tentando deixar a fábrica na noite de segunda-feira quando cerca de 40 outros funcionários bloquearam o caminho de seu carro e o forçaram a voltar ao escritório.Os sindicatos do setor se revoltaram depois que a companhia anunciou que cerca de metade dos funcionários da fábrica perderia o emprego.Vinte policiais foram enviados para libertar o gerente, mas quando alguns operários bloquearam a porta, começou uma briga e 14 pessoas ficaram feridas.Um porta-voz da Unilever disse à BBC que Patel não estava ferido quando foi libertado.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.