Oposição avalia candidatura própria para presidência da Câmara

Os partidos de oposição na Câmara dos Deputados já começaram sua articulação após o período eleitoral e discutiram, nesta terça-feira, a possibilidade de apresentar uma candidatura própria à presidência da Casa, afirmou o líder do PSDB, deputado Antônio Imbassahy (BA).

REUTERS

28 de outubro de 2014 | 15h55

Tradicionalmente, as presidências tanto da Câmara quanto do Senado são ocupadas por integrantes das maiores bancadas das duas Casas, mas nada impede a apresentação de candidaturas alternativas.

Segundo o líder do PSDB na Câmara, a candidatura de oposição simbolizaria o sentimento de mudança percebido na população.

“É uma candidatura própria dos partidos que fazem oposição, na tese de que a Câmara tem de assegurar a sua autonomia, tem de ter compromissos firmes com a liberdade de imprensa, com a investigação dos desmandos na Petrobras”, disse Imbassahy a jornalistas ao chegar ao Congresso.

“Estamos sintonizados com a vontade popular que conferiu à oposições quase que a metade dos votos”, afirmou.

O líder tucano esteve em um encontro entre lideranças da oposição nesta terça, do qual participaram integrantes do DEM, PPS e SDD.

Imbassahy disse que pretendia ainda conversar com o líder do PSB na Casa, Beto Albuquerque (RS), que foi o vice da terceira colocada na disputa presidencial, Marina Silva (PSB).

(Reportagem de Maria Carolina Marcello)

Mais conteúdo sobre:
POLITICACAMARAOPOSICAO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.